Temporada de F1 começa e é inevitável lembrar de Senna

O GP da Austrália vai ter Lewis Hamilton largando na frente e com jeitão de repeteco da temporada passada, que teve domínio do piloto inglês. Hamilton, aliás, nunca escondeu ser fã de Ayrton Senna.
 
Em 94, a temporada começou em Interlagos. Senna havia se transferido para a Williams e conseguiu mais uma pole para a sua coleção. Ficou na liderança até a primeira parada nos boxes, quando Schumacher assumiu a ponta.

Senna comemora vitória no GP da Inglaterra, em 1988

Na briga para retomar a liderança, com um carro nitidamente inferior, Senna acabou rodando e deixou a prova. O que ninguém poderia imaginar é que aquela seria a última vez que os brasileiros veriam o ídolo correndo em casa.
 
Senna, que era presença obrigatória nas tvs dos lares brasileiros a cada manhã de domingo, morreria na terceira etapa, em Ímola. O herói que parecia imbatível com sol e, principalmente, na chuva, foi traído pela máquina mal construída.
 
Mais do que imaginar quantas poles, vitórias ou títulos o brasileiro ainda teria conquistado se não tivesse partido tão cedo, o melhor mesmo é sempre reverenciar o tricampeão.
 
Salve, Ayrton Senna da Silva! Eternamente dentro de nossos corações.

Veja também

 

Paradinha Esportiva