Só dá Bautista. Espanhol vence corrida 1 do WSBK na Tailândia

Depois de quatro anos de dominação total do britânico Jonathan Rea e a Kawasaki ZX10-R do time Provec KRT, o Mundial de Superbikes 2019 começou enxergando o vermelho da Ducati na ponta. E um início de trajetória perfeito do espanhol Alvaro Bautista, que chegou da MotoGP com a missão de recolocar a moto de Borgo Panigale no alto do pódio. O que ele vem fazendo com 100% de aproveitamento. Se já havia vencido as três provas do fim de semana do GP da Austrália, em Phillip Island, começou na frente também na pista tailandesa de Chang.

Desta vez, no entanto, nada de passeio e vantagem confortável, mas de um duelo incandescente nas primeiras voltas, com direito a toque que quase provocou um tombo, perda de tempo e posições e recuperação, superando a Yamaha R1 de Alex Lowes e novamente a Kawa de Rea, para receber a bandeirada à frente dos rivais com a Panigale V4 do time Aruba.it.

Para preocupação dos rivais, o espanhol disse que, diferentemente da Austrália, não se sentiu totalmente à vontade com o equipamento: “Não tive um feeling perfeito com a moto, especialmente nas frenagens mas, também, nas reacelerações”, declarou.

Mundial de Superbikes: segunda etapa – GP da Tailândia

Corrida 1: RESULTADOS