Goleada contra o Tupi marca centésima vitória de Mano Menezes no comando do Cruzeiro

<i>(Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)</i>

A tarde deste sábado foi especial para o técnico Mano Menezes. Com a goleada por 3 a 0 sobre o Tupi, em Juiz de Fora, pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro, o treinador chegou à centésima vitória no comando do time. Até aqui, somando as duas passagens, foram 204 jogos, 99 triunfos, 60 empates, 44 derrotas, 291 gols marcados e 173 sofridos.

Após a partida, Mano creditou o trabalho vitorioso e duradouro ao elenco. No comando do time, o treinador ganhou a Copa do Brasil de 2017 e 2018, além do Campeonato Mineiro de 2018. “A equipe constrói as vitórias junto com a gente. É importante, é um trabalho que vem sendo coroado com conquistas”, afirmou.

Saiba mais

Atualmente, Mano ocupa a quinta posição do ranking dos que mais dirigiram o clube, abaixo de Ayrton Moreira (206), Niginho (256), Levir Culpi (257) e Ilton Chaves (362). 

O treinador está na segunda passagem pelo Cruzeiro, iniciada há dois anos e sete meses. Desde julho de 2016, quando foi contratado para substituir o português Paulo Bento, são 185 jogos, com 89 vitórias, 54 empates e 42 derrotas. No primeiro trabalho, de agosto a dezembro de 2015, foram oito triunfos, seis empates e dois reveses em 16 partidas.
Caso cumpra o contrato até dezembro, Mano Menezes fará o trabalho mais longevo da carreira, deixando para trás os períodos no comando do Grêmio (dois anos e sete meses) e Corinthians (dois anos e seis meses). E terá ainda a chance de se projetar como segundo comandante mais duradouro da Raposa.
A filosofia de trabalho de Mano no Cruzeiro deu bons resultados, especialmente nas competições de mata-mata. O time conquistou as edições de 2017 e 2018 da Copa do Brasil, além de chegar às semifinais, em 2016, e às quartas de final da Copa Libertadores de 2018.
Entre os treinadores da Série A do Campeonato Brasileiro, Mano é o que tem maior sequência. Depois dele vêm Renato Gaúcho, no Grêmio desde setembro de 2016, Rogério Ceni, contratado pelo Fortaleza em novembro de 2017, e Odair Hellmann, efetivado no Internacional também em novembro de 2017. Os demais profissionais começaram seus respectivos trabalhos a partir de fevereiro de 2018.