Fla tem gol anulado nos acréscimos e fica no empate contra o Volta Redonda

Com um time totalmente reserva e recheado por seis garotos da base, o Flamengo pressionou o Volta Redonda, mas ficou em um empate sem gols contra a equipe do Sul Fluminense. Nos acréscimos, um gol de Hugo Moura foi mal anulado pela arbitragem, o que causou irritação entre os rubro-negros.

A equipe comandada por Abel Braga sentiu o desentrosamento natural, mas não deixou de tentar o gol diante de um rival que jogou de forma bem organizada e explorou os contra-ataques durante todo o tempo.

Passado o duelo contra a equipe da Cidade do Aço, o Fla volta a atuar pelo Campeonato Carioca na próxima terça-feira, quando a equipe recebe a visita do Madureira, às 20h30, no Maracanã.

Primeiro tempo morno

Mesmo escalado com muitos reservas e jogadores que nunca haviam atuado juntos, o Flamengo ditou o ritmo na etapa inicial. Ante um rival que esperou os espaços para sair na boa, o Fla teve a bola e o domínio das ações, mas sem grande contundência.

Fiel ao desenho tático proposto por Toninho Andrade, o Volta Redonda assustou Gabriel Batista em duas cabeçadas que passaram perto. O Fla, por sua vez, jogou dentro do campo rival, mas não levou tanto perigo real a Douglas Borges, que pouco trabalho teve.

O desentrosamento ficou evidente, mas o Rubro-negro não abriu mão de tentar empurrar o rival para a defesa. Não faltaram passes trocados, mas a equipe pecou na hora do passe final e da conclusão das jogadas. No melhor momento dos primeiros 45 minutos, Vitor Gabriel e Lucas Silva desperdiçaram chances em sequência.

Quase gol de De Arrascaeta

O uruguaio do Flamengo esteve perto de marcar um gol “diferente”. Em bola rebatida pelo goleiro, o camisa 14 pegou meio estranho de primeira e a bola passou rente à trave.

Pressão total

A parte final do jogo começou marcada por muitos passes errados, perdas de bola e pouco bom futebol. Ao notar que o time demorava a dar respostas, Abel Braga mandou o meia Diego a campo.

Em cobrança de falta bem defendida pelo goleiro, Trauco acendeu a torcida do Flamengo, que passou a cantar mais alto no Maracanã. O time parece ter se animado com a atmosfera criada e Diego logo encontrou um passe para Uribe, mas o colombiano dominou mal e desperdiçou.

O confronto melhorou com a mudança de postura do Flamengo, que chegou muito perto de abrir a contagem De cabeça, Uribe carimbou o travessão. Na sobra, De Arrascaeta quase marca em chute colocado. Nos acréscimos, a arbitragem anulou de forma incorreta um gol legal de Hugo Moura. Apesar da pressão total do Fla, os visitantes seguraram o placar e o empate sem gols persistiu até o final.

Fla pede pênalti

Aos 20 minutos do segundo tempo, o time do Flamengo reclamou muito de pênalti não marcado por Pathrice Wallace Corrêa Maia. No lance, Rodinei cabeceou, a bola bateu no braço de Luiz Paulo, mas o juiz mandou seguir.

Prestígio

Muito criticado após perder um gol feito nos acréscimos do clássico diante do Vasco, o lateral Rodinei foi escolhido para ser o capitão do Fla nesta tarde. A escolha de Abel teve intenção de transmitir confiança ao jogador e demonstrar unidade.

Maraca “vazio”

A partida entre Flamengo e Volta Redonda levou 26.603 rubro-negros ao Maracanã. Um olhar frio aponta que o número deve ser considerado bom para um jogo sem maior apelo, mas é bem inferior à média de mais de 42 mil pessoas que o Fla detinha antes do duelo deste sábado.

Xingamentos a Eurico

O minuto de silêncio em memória do ex-presidente vascaíno Eurico Miranda foi marcado por alguns aplausos, mas também pelo coro de uma famosa música que a torcida do Fla sempre cantou em alusão ao antigo dirigente.

Lembrança

O Volta Redonda prestou uma homenagem aos 10 jovens mortos no incêndio no Ninho do Urubu. O time entrou em campo com uma camisa com listras verticais vermelhas e pretas. O escudo do clube trazia abaixo 10 estrelas. O nome de Arthur Vinícius, uma das vi´timas da tragédia, foi estampado nas costas. O jovem teve passagem na base do Voltaço.

Parabéns pra você

Antes de a bola rolar, o Flamengo homenageou ex-jogadores do clube que fazem aniversário em março. Nomes como Lê, Maurinho, Zé Mario, Fernando, Waltinho e Gilmar Popoca ganharam camisas personalizadas das mãos do presidente Rodolfo Landim.

FLAMENGO X VOLTA REDONDA

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Árbitro: Pathrice Wallace Corrêa Maia
Auxiliares: Rachel de Mattos Bento e Fabiana Nobrega Pitta
Gols:
Cartões amarelos:
Hugo Moura (FLA), Gelson (VOL)
Cartões vermelhos: –

Flamengo
Gabriel Batista, Rodinei, Thuler, Hugo Moura e Trauco; Piris e Ronaldo (Renê); Lucas Silva (Diego), Arrascaeta e Vitor Gabriel (Klebinho); Uribe
Técnico: Abel Braga

Volta Redonda
Douglas Borges, Luis Gustavo, Heitor, Allan e Luiz Paulo; Bruno Barra, Bileu (Gelson), Marcelo, Douglas Lima (Alyson); João Carlos e Wandinho (Fernandinho).
Técnico: Toninho Andrade