Famílias são retiradas de casa por risco de rompimento de barragem em Ubajara, no Ceará

Açude Granjeiro, em Ubajara, vem passando por avaliações da Defesa Civil e medidas de contenção — Foto: Maristela GláuciaAçude Granjeiro, em Ubajara, vem passando por avaliações da Defesa Civil e medidas de contenção — Foto: Maristela Gláucia

Açude Granjeiro, em Ubajara, vem passando por avaliações da Defesa Civil e medidas de contenção — Foto: Maristela Gláucia

Mais de 250 famílias que vivem no entorno da barragem Granjeiro, de Ubajara, na Região da Ibiapaba do Estado, foram retiradas de casa na noite deste sábado (16), em caráter preventivo, caso haja o rompimento do açude. As informações foram divulgadas pelo Corpo de Bombeiros e pelo prefeito do município, Rene Vasconcelos, em transmissão ao vivo nas redes sociais. Parte das famílias foi transferida para casas de parentes, enquanto outras foram encaminhadas ao Santuário da Mãe Rainha, localizado no Bairro São Sebastião.

Desde o dia 11 de março, as intermediações do açude vinham sendo submetidas a avaliações da Defesa Civil devido às chances de rompimento após as fortes chuvas. Rene Vasconcelos afirmou que o risco é mínimo, mas a transferência da comunidade ribeirinha é uma medida de prevenção. Cerca de 513 famílias vivem na região.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, equipes foram para o local juntamente com a Prefeitura Municipal de Ubajara e com órgãos municipais da Defesa Civil, e estão auxiliando na retirada das famílias.

Um novo sangradouro, segundo o prefeito de Ubajara, está sendo aberto para o açude Granjeiro. A previsão é de que as obras sejam concluídas entre segunda-feira (18) e terça-feira (19).

Vasconcelos informou que algumas medidas, como a instalação de réguas para o monitoramento do nível da água, foram implantadas no açude.

Municípios vizinhos, como Ibiapina e Tianguá, também estão auxiliando na operação, com o envios de equipes de segurança, ambulâncias e transporte.