São Paulo vive indefinição sobre a volta de Alexandre Pato

O São Paulo se encontra em um dilema sobre a possível contratação de Alexandre Pato, que rescindiu hoje com o Tianjin Tianhai, da China. A necessidade de reformular o elenco após uma má campanha na Libertadores faz com que diretoria e comissão técnica pensem duas vezes antes de dar um passo adiante na negociação com o atacante.

O UOL Esporte apurou que o presidente Leco tem interesse no retorno do atacante. Já o futuro técnico Cuca acredita que a melhor coisa para o planejamento da temporada seria espalhar o investimento em diversos reforços, não apenas em um atacante.

A postura de Cuca tem sido de cautela desde o momento de sua apresentação no São Paulo. Naquela ocasião, ele comentou um possível interesse do Guangzhou Evergrande no atacante para dizer que não seria uma negociação fácil.

“O Pato, pelo que vejo as notícias, parece que o Guangzhou Evergrande, um dos maiores times da China, quer ele e seria uma briga desigual. Não podemos alimentar uma ilusão”.

Caso fosse contratado, Alexandre Pato chegaria com um alto salário. A ação iria de encontro com a postura do São Paulo após a eliminação na Libertadores. O clube paulista tem tentado enxugar a folha salarial para permitir que o técnico Cuca faça uma reformulação no elenco. Por causa disso, Diego Souza foi para o Botafogo e os experientes Nenê e Bruno Peres podem sair no meio do ano.

O interesse no retorno de Alexandre Pato nunca foi uma novidade no São Paulo. O time do Morumbi, contudo, sempre disse que não entraria na briga enquanto não houvesse a rescisão de contrato com o Tianjin Tianhai.

Alexandre Pato chegou ao São Paulo em 2014, emprestado pelo Corinthians em uma negociação que envolveu o meia Jadson. No time do Morumbi, fez parte da campanha do vice-campeonato brasileiro do mesmo ano. Em 2015, o atacante terminou como artilheiro da equipe com 26 gols.