James Gunn escreve carta aberta após voltar à direção de “Guardiões da Galáxia Vol. 3”: “Extremamente grato”

Após o anúncio de que James Gunn foi recontratado pela Disney para dirigir “Guardiões da Galáxia Vol. 3”, o diretor usou suas redes sociais para se manifestar sobre a decisão do estúdio. Nesta sexta-feira (15), o Deadline divulgou que o presidente da empresa, Alan Horn, devolveu a James sua posição como roteirista e diretor do longa, após ele ser demitido do terceiro filme da franquia em julho do ano passado, quando antigos tuítes com piadas de estupro e pedofilia foram descobertos pelo público.

Em seu Twitter, Gunn escreveu uma espécie de carta aberta em que agradeceu ao apoio que recebeu desde então. “Eu sou extremamente grato a todas as pessoas que me apoiaram nos últimos meses. Estou sempre aprendendo e continuarei a trabalhar para ser o melhor ser humano que posso ser. Aprecio profundamente a decisão da Disney e estou animado para continuar fazendo filmes que investiguem os laços de amor que unem a todos. Eu tenho sido e continuo a ser incrivelmente honrado por seu amor e apoio. Do fundo do meu coração, obrigado. Amo todos vocês”, disse no texto.

De acordo com Deadline, Horn se encontrou com o diretor em múltiplas ocasiões para discutir a situação. A mudança de ideia a respeito da contratação veio graças ao modo como James lidou com a situação e seu pedido público de desculpas.

Apesar das mensagens de James serem indefensáveis, o diretor demonstrou que estava bastante arrependido pela falta de sensibilidade de seus tuítes, e afirmou que eles foram feitos em uma época na qual ele tentava chamar atenção sendo “provocativo”. Apesar do teor de seus tuítes, nunca houve acusações de que James tenha comportamentos semelhantes àqueles que fez graça em suas mensagens. Segundo o Deadline, as piadas de James foram expostas como vingança de grupos da extrema direita dos Estados Unidos, que estavam bravos com o diretor por suas críticas ao governo do presidente Donald Trump.

O retorno de James para “Guardiões da Galáxia” se complicou após ele assinar contrato para escrever e dirigir a sequência de “Esquadrão Suicida” para a Warner Bros. Porém, a Marvel concordou em começar a produção de “Guardiões da Galáxia Vol. 3” após o diretor completar “Esquadrão Suicida 2”. Antes de ser demitido, James já havia escrito o roteiro de “Guardiões da Galáxia Vol. 3”.

Tags:
Disney
Disney Studios
Guardiões da Galáxia Vol. 3
James Gunn
James Gunn Guardiões da Galáxia
James Gunn Guardiões da Galáxia Vol. 3
Marvel Studios
Walt Disney