Com força máxima, Cruzeiro visita Tupi para tentar vencer e jogar pressão em rivais no clássico

<i>(Foto: Vinnicius Silva/Cruzeiro)</i>

O Cruzeiro terá força máxima no duelo diante do Tupi, neste sábado, às 16h, no estádio Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora, pela 10ª rodada do Campeonato Mineiro. Com seus principais jogadores, a equipe celeste tentará vencer o time da Zona da Mata e jogar pressão em Atlético e América, líder e vice-líder do Campeonato Mineiro, que se enfrentam às 16h deste domingo, no Mineirão. Embora sejam remotas, ainda existem chances de o clube celeste terminar a primeira fase do Estadual na ponta da tabela.

Na terceira colocação da competição regional, com 19 pontos, o Cruzeiro precisa vencer seus dois últimos compromissos – depois do Tupi, a Raposa enfrenta a Caldense, na quarta-feira (20), às 21h30. Além disso, precisa torcer por dois tropeços do Atlético e pelo menos um empate do Coelho na última rodada, em duelo contra o Guarani. Se essa combinação acontecer, o time celeste poderia ultrapassar o América o saldo de gols. Clique aqui para entender a matemática completa.
Apesar das chances matemáticas, Mano Menezes afirmou não acreditar que o Cruzeiro terminará a primeira fase do Campeonato Mineiro na liderança. Ele mostrou expectativa para, no máximo, alcançar a segunda posição na tabela da competição. Já projetando a fase seguinte do Estadual, ele alertou para a importância de ‘desmanchar’ a provável vantagem dos rivais no mata-mata.
“A possibilidade de ser primeiro ficou mais difícil, porque deixamos oito pontos pelo caminho. Deixamos pontos demais. Então, em função disso, vamos chegar no máximo ao segundo lugar na classificação geral. Temos sempre de jogar com a realidade que temos à disposição. Quando se tem a vantagem, você joga com a vantagem; quando se tem uma desvantagem, você tem de desmanchar ela”, avaliou o treinador do Cruzeiro.
Para alcançar a vitória no sábado, Mano escalará força máxima em Juiz de Fora. O treinador optou pelo mesmo time que escalaria no duelo contra o Deportivo Lara. O duelo pela Copa Libertadores seria realizado na última quarta, mas acabou remarcado para 27 de março depois do clube venezuelano não conseguir deixar o país em função da crise política e de erros na logística da viagem ao Brasil. 
As únicas exceções na equipe serão o meia Thiago Neves e o atacante Raniel. O primeiro se recuperou de lesão na panturrilha direita, mas voltou a sentir um incômodo na região durante a vitória por 2 a 0 sobre o Tombense, no último domingo. Já o jovem goleador, de 22 anos, ainda está entregue ao departamento de fisioterapia em função de dores na coxa direita.  
100 vitórias?
Além da importância do resultado pelos objetivos do Cruzeiro no Estadual, uma possível vitória celeste sobre o Tupi terá significado especial para Mano Menezes. Em caso de triunfo, o técnico alcançará o 100º jogo com resultado positivo no comando do clube celeste. Até aqui, somando as duas passagens, foram 203 jogos, 99 vitórias, 60 empates, 44 derrotas, 288 gols marcados e 173 sofridos.
O duelo diante do Cruzeiro valerá para o Tupi a esperança de seguir brigando para continuar na Primeira Divisão do Campeonato Mineiro. Em caso de derrota, o time de Juiz de Fora, lanterna do Estadual com apenas quatro pontos, estará rebaixado para o Módulo II. A principal novidade do time do técnico Beto Sousa deverá ser o retorno do zagueiro Arthur Sanches, que se recuperou de lesão muscular na coxa direita. 
TUPI X CRUZEIRO
Ricardo Vilar; Afonso, Arthur Sanches, Aislan e Lucas Sampaio; Leandro Brasília, Max Carrasco, Nélio e Diego Sales; Gabriel Costa e Romarinho. Técnico: Beto Sousa
Cruzeiro
Fábio; Edílson, Dedé, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Romero; Robinho, Rodriguinho e Rafinha; Fred. Técnico: Mano Menezes
Motivo: 10ª rodada do Campeonato Mineiro
Local: Estádio Radialista Mário Helênio, em Juiz de Fora (MG)
Data e horário: 16 de março de 2019 (sábado), às 16h
Árbitro: Jerferson Antônio da Costa
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago e Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo