Globo Repórter mostra a criatividade do brasileiro para ganhar dinheiro mesmo com a crise

Globo Repórter logo
Globo Repórter (Rep

Criatividade para driblar a crise e se reinventar em momentos difíceis é uma característica de muitos brasileiros. No Globo Repórter desta sexta-feira (15), a repórter Isabela Assumpção percorre o país para mostrar histórias de recomeço. Como o jovem engenheiro de produção que, ao ser demitido, trocou a capital pelo interior.

E o terno pela camiseta para realizar o sonho de trabalhar como agricultor orgânico. Dois anos depois, ele ganha mais do que antes. Na movimentada Avenida Paulista, trabalhadores precisam chegar cedo para garantir um bom lugar para instalar seus carrinhos. Há vendedores dos mais diversos artigos, de frutas a tapetes. Todos batalhando por um espaço na rua e no coração da clientela. 

Leia também: Globo Repórter estreia nova temporada contando a história do pão

“A força inquebrantável do brasileiro, que resiste a uma situação de desemprego que afeta 12 milhões de pessoas, é o destaque do programa. Os brasileiros vergam, mas não se quebram. Ao contrário, se erguem de novo, se reinventam, se apoiam, procuram novas alternativas. Mostramos o retrato dessa gente sempre lutadora, sempre otimista, que não se dá por derrotada”, explica Isabela Assumpção.

Em Itapoã, no Distrito Federal, a repórter Giovana Teles acompanha três dos 300 aprovados no processo seletivo de um novo supermercado da região. Eles enfrentaram uma fila enorme e a concorrência de outros 20 mil interessados – 66 candidatos por vaga, número digno dos vestibulares mais concorridos. A conquista significa voltar a ter um emprego de carteira assinada e ajudar a família a colocar comida na mesa e as contas em dia.

O Globo Repórter vai ao ar na noite de sexta-feira, dia 15, depois da novela O Sétimo Guardião.