Vila Nova x Manaus: Tigre avança na Copa do Brasil com golaço de Alan Mineiro

Vila Nova sai atrás no marcador, empata com belo gol de falta e avança na Copa do Brasil.

O jogo começou com o time do Manaus buscando o gol de maneira incisiva, e a recompensa veio aos 5 minutos; em bola lançada na área do Vila, Hamilton pegou a sobra na esquerda e mandou um belo chute na gaveta, para abrir a contagem e fazer a festa da torcida. Manaus-AM 1 a 0.

Após o gol, o Gavião não tirou o pé do acelerador, chegando com Hamilton e Derlan. Por sua vez, o Vila tentava responder com Alan Mineiro e Danilo, porém o goleiro Jonathan, sempre, estava bem posicionado e fazia a defesa. O time do Manaus-AM era muito compacto e com uma marcação sólida, protegendo bem a entrada da área e forçando o Tigrão a sair jogando pelos lados.

O Vila demonstrava nervosismo e acabou aceitando o ritmo de jogo imposto pelo Gavião, ao longo da primeira etapa. Final dos 45 minutos iniciais: Manaus-AM 1 a 0.

Segundo tempo

Na volta do intervalo, o treinador Umberto Louzer sacou o meia Danilo, colocando o atacante Rafael Silva. O Vila Nova voltou buscando mais o jogo, afinal o empate bastava para garantir a classificação.

Aos 3 minutos, o Tigrão chegou perigosamente com Rafael Silva que tocou para Alan Mineiro, que chutou forte à esquerda do goleiro Jonathan. O Vila era só ataque, e a recompensa veio aos 10 minutos; em cobrança de falta com muita categoria, Alan Mineiro contou com o desvio da barreira, para a bola entrar na gaveta e empatar o jogo no Estádio da Colina. Tudo igual: Manaus-AM 1, Vila Nova 1.

Após o gol colorado, o Gavião fez duas alterações. O treinador João Carlos Cavalo tirou o meia Rossini e o atacante Jefferson Araújo, para a entrada dos atacantes Vitinho e Mateus. O Manaus-AM assustou o Tigre, aos 17 minutos, com Thiago Spice em cobrança de falta, que mandou a bola passa à direita da meta de Rafael Santos. Na sequência, o Gavião queimou a “regra três” saindo Igor Carvalho, para a entrada de Lê.

Por outro lado o Vila Nova ia cadenciando a partida, administrando o resultado e contendo o ímpeto do seu adversário, que vinha jogando pelas laterais do campo. Depois, Umberto Louzer tirou Capixaba e Alan Mineiro, para as entradas de Keké e Elias.

A medida que o tempo ia passando, o nervosismo ia tomando conta dos jogadores do Manaus-AM; enquanto, os jogadores do Vila iam gastando o tempo, inclusive retardando a partida, o que levou o goleiro Rafael Santos receber cartão amarelo.

Aos 41 minutos, Keké recebeu livre na frente e bateu, mas o goleiro do Gavião evitou o gol colorado. Na sequência, aos 45, o zagueiro Wesley Matos matou um contra-ataque e foi expulso.

Os últimos minutos foram emocionantes e de muita tensão. Final de jogo, Manaus-AM e Vila Nova: 1 a 1.

DESTAQUES

O Vila Nova com este resultado embolsou R$ 625 mil e agora aguarda a definição do seu adversário. Adversário este que será definido do duelo entre URT-MG e Coritiba, que se enfrentarão nesta quinta (14) às 21h15 em Patos de Minas-MG.

PRÓXIMOS JOGOS

O Manaus-AM volta a campo, pelo Campeonato Amazonense, no próximo sábado (16) às 18h contra o Nacional-AM. Já o Vila Nova entra em campo, pelo Campeonato Goiano, também no sábado (16) às 18h contra a Aparecidense, no Estádio Anibal Batista de Toledo.

FICHA TÉCNICA

Manaus: Jonathan; Igor Carvalho (Lê), Thiago Spice, Martony e Negueba; Jean Carlos, Derlan e Hamilton; Diogo Dolem, Jefferson Araújo (Mateus Oliveira) e Rossini (Vitinho). Treinador João Carlos Cavalo

Vila Nova: Rafael Santos; Tiago Cametá, Wesley Matos, Philipe Maia e Hélder; Wellington Reis, Neto Moura, Alan Mineiro (Elias) e Danilo (Rafael Silva); Capixaba (Keké) e Michel Douglas. Treinador: Umberto Louzer

Cartões Amarelos: Jefferson Araújo e Thiago Spice (Manaus-AM); Wesley Matos, Philipe Maia, Neto Moura, Rafael Santos e Michel Douglas  (Vila Nova)

Cartão Vermelho: Wesley Matos (Vila Nova)

Gol: Hamilton (Manaus-AM) aos 5 minutos/1º Tempo; Alan Mineiro (Vila Nova) aos 10 minutos/2º Tempo

Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)

Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Marcos Welb Rocha de Amorim (BA)

Veja também: