Bia Maia conquista vitória em três sets e vai à segunda fase no Australian Open

Foto: Luke Hemer/Tennis Australia

A brasileira Beatriz Haddad Maia está na segunda rodada do Australian Open. Número #1 do Brasil, ela precisou suar para derrotar a norte-americana Bernarda Pera. Depois de 2h22, ela concretizou a vitória por 6/3, 5/7 e 6/4 e carimbou a vaga. Agora, ela espera a próxima adversária do duelo entre a número #2 do mundo Angelique Kerber e a eslovena Polona Hercog.

Leia mais:
Com tranquilidade, Nadal vence em sets diretos na estreia em Melbourne
Sem perder games, Sharapova passa fácil em estreia; Sabalenka também vence

Bia começou o primeiro set de maneira arrasadora. Confiante, ela não apostou na força de seus golpes e conseguiu quebrar logo o 1º game de saque de Pera para abrir 3 a 0. A americana, entretanto, voltou pro jogar imediatamente e elevou seu nível para igualar o placar. Apesar de algumas inconsistências no serviço, a paulista se manteve tranquila e venceu os três games seguintes para sair na frente.

O segundo set teve a brasileira sacando bem, sem precisar de muitos pontos para confimar o serviço nos games iniciais. Apesar do grande número de erros da adversária – 22 não forçados somente nesta parcial, contra 11 da número #1 do Brasil – o duelo foi se alogando, devido também a o seu alto número de winners (11 a 4 para Pera). Quando tudo parecia se ecaminhar para um tie-break, Pera aproveitou seu quarto set point para igualar o placar em 1 set a 1.

Beatriz Maia teve uma série de chances de quebra já no primeiro game do terceiro set. Resiliente, Pera salvou toda as três jogadas e confirmou o serviço. Mais agressiva, Bia passou por momentos de tensão no sexto game, quando sacou em 0/40, salvou os três break points e evitou uma quebra que poderia deixar a adversária com o jogo na mão. As chances perdidas fizeram mal para Pera, que desgastada pelo forte calor em Melbourne, passou a enfilerar erros e dar sinais de exaustão. Melhor fisicamente, Bia não demorou para tomar a dianteria e sacramentar a vitória.