Barcos fica fora de jogo-treino do Cruzeiro, e agente diz que há conversas com 'diferentes clubes'

Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press
Titular em boa parte da última temporada, o atacante Barcos não foi opção sequer no banco de reservas no primeiro teste do Cruzeiro em 2019. O argentino fez atividades internas enquanto seus companheiros venceram o Coimbra por 2 a 0, em jogo-treino realizado na tarde desse sábado. A expectativa, de acordo com seu irmão e empresário, David Barcos, é de que o futuro do jogador seja definido nos próximos dias.
“Não há nada concreto, mas existem sondagens. Estamos conversando com diferentes clubes, analisando as opções, mas não tem nada concreto”, disse o empresário ao Superesportes. Perguntado se já uma certeza a transferência do atacante ainda neste início de temporada, o procurador se esquivou. “Não está definida ainda”, garantiu.
Já em dezembro de 2018, o agente de Barcos comentou possível transferência do atacante. Na ocasião, ele afirmou que o Cruzeiro já tinha outros bons jogadores para a posição e que seu irmão tinha “forte reconhecimento internacional” pelos gols decisivos marcados com a camisa celeste na temporada. Em busca de diminuir o valor da folha salarial, o clube celeste não criaria obstáculos para possível saída do camisa 28.
No jogo-treino desse sábado, Mano Menezes deu oportunidade a todos os outros atacantes do elenco. Além de Fred, Sassá e Raniel, Renato Kayzer, que retornou de empréstimo ao Atlético-GO, ganhou chance de atuar por alguns minutos no teste contra o Coimbra.
Contratado em julho de 2018, poucos meses depois da grave lesão sofrida por Fred no joelho, Barcos chegou ao Cruzeiro com objetivo de suprir a carência de gols da equipe de Mano Menezes. Embora tenha marcado apenas três vezes nos 24 jogos disputados, ele foi fundamental na conquista da Copa do Brasil ao marcar nas duas partidas de quartas de final da competição, contra o Palmeiras. Foram dele os tentos da vitória por 1 a 0 no Allianz Parque e do empate por 1 a 1 no Mineirão.