Onze assaltantes de banco são mortos no interior de Alagoas

Local onde assaltantes de banco morreram fica a 66 quilômetros de onde eles teriam promovido o assalto ao banco Bradesco. Foto: Reprodução/Whatsapp

Onze assaltantes morreram na tarde desta quinta-feira (5) em confronto com policiais na zona rural de Santana do Ipanema, a 207 quilômetros de Maceió (AL). A operação foi promovida pela Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic).

De acordo com informações divulgadas pela polícia, os onze mortos promoveram assalto na madrugada desta quinta-feira (8) à agência do banco Bradesco em Águas Belas, que fica no estado de Pernambuco, a 66 quilômetros de onde aconteceu o conflito.

Há informações extraoficiais de que a quadrilha era composta por homens de Alagoas, Pernambuco, Pará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Bahia e Sergipe. A operação teria sido coordenada pelos delegados Fábio Costa, Cayo Rodrigues e Thiago Prado, e contou ainda com apoio aéreo.

Também de acordo com informações da polícia, na casa onde os assaltantes estavam foram encontrados dois fuzis, quatro espingardas calibre 12, pistolas, coletes balísticos, munições, explosivos, dinheiro e outros materiais. Também teria sido apreendida uma caminhonete utilizada no assalto de Água Bela.

Leia também: 
Agência do Bradesco é alvo de explosão em Águas Belas
Salgueiro: quadrilha desarticulada espalhava terror no Sertão
Metralhadora usada por quadrilha em Salgueiro podia derrubar aviões

Assalto a avião de transporte de valores: seis mortos em Salgueiro

Na sexta-feira (9) haverá entrevista coletiva para repassar detalhes dessa operação. No assalto em Águas Belas, a agência bancária foi arrombada por homens que chegaram à cidade em três veículos. Após explodirem o local e trocarem tiros com a polícia da cidade, eles conseguiram fugir.

No caminho deixaram grampos espalhados pela rodovia para impedir que fossem seguidos. O Bradesco não divulgou a quantia roubada. A Polícia Civil assumiu a investigação e vai promover perícia no local.